Mostrar 228 resultados

Descrição arquivística
Irmandade dos Clérigos do Porto Documento composto
Previsualizar a impressão Ver:

218 resultados com objetos digitais Mostrar resultados com objetos digitais

[Certidões de Missas 1884 a 1892]

Entre as certidões de missas, encontram-se alguns documentos de natureza distinta, tal como recibos (ex.: dois recibos do Estabelecimento e Fábrica de Paramenteiro Júlio Rodrigues Machado, de 1890-02-24; um recibo da Oficina Carpinteiro Francisco José Aires, de 1890-06-17); um convite para participar na comissão executiva da grande subscrição nacional a favor da defesa do país (datado de 1890-08-10); cópia do assento de óbito de Luís de Castro Guimarães, da freguesia de Santa Justa de Lisboa (datado de 1881-06-28) e um requerimento de José Maria Coelho, para ocupar uma cadeira vaga no Coro da Irmandade dos Clérigos (datado de 1897-01-02).
Este maço contém igualmente documentação relativa ao legado de José Barbosa de Albuquerque, que instituiu uma quantia anual a distribuir à freguesia de Santa Maria de Oliveira, concelho de Mesão Frio, da qual era Abade. Esta documentação é constituída por declarações do pároco da referida freguesia em como recebeu da parte da Irmandade dos Clérigos a quantia prevista, através do seu procurador na cidade do Porto. Estas declarações são relativas às seguintes datas: 1867-07-01, 1868-08-15, 1871-09-18, 1872-07-11, 1872-07-17, 1888-07-17, 1891- 07-15 e 1892-07-27.

[Missas de Tércia do Coro da Irmandade dos Clérigos do Porto]

Livro constituído por assentos (listas e registos) relativos às missas rezadas “pro pluribus” no âmbito do Legado da Tércia. Nas listas (fólios 1 a 29, [1848-08-01] a 1858-12-17) registaram o quartel; a numeração dos dias (inicialmente em relação ao quartel, posteriormente em relação ao mês); o nome do sacerdote; o número de missas rezadas e a indicação de pagamento «pg». Os registos de envio de bilhetes encarregando sacerdotes de rezar missas (fólios 29v a 32v, 1864-06-14 a 1872-08-27) apresentam, entre outras informações, a data do envio e o destinatário (profissão, nome e cargo); o número de missas; o valor da esmola; a identificação do trimestre; a identificação da intenção e do legado e a menção ao pagamento das missas encomendadas.
Entre os fólios 33v e 34, surgem soltos quatro documentos manuscritos: um bilhete relativo a missas rezadas por alma de Dom João de França Castro Moura, Bispo do Porto e Presidente da Irmandade dos Clérigos do Porto (sem data); um bilhete referente a missas rezadas “pro pluribus” (Legado da Tércia) no primeiro trimestre do ano económico de 1870/ 1871 (1872-08-27); uma carta, de Manuel Ribeiro Carneiro e Melo, Prior, relativa ao encargo das missas (1872-08-20) e um bilhete relativo a missas aplicadas “pro pluribus” nos anos de 1871 e 1872 (1872-09-05).
Esta fonte contém termos de abertura (fólio inicial) e encerramento (fólio 145v).

Certidoens do Legado do Nosso Irmão Manuel Rodrigues Leão

Livro constituído por listas (fólios 2 a 10v, de [1776-11-15] a 1778-09-05) e por certidões de missas rezadas em cumprimento do Legado do Irmão Manuel Rodrigues Leão ou Legado da Capela do Coro (fólios 11 a 33v, de 1778-08-16 a 1832-02-15). Nas listas registaram o quartel; o mês; o dia do mês; o dia da semana (menção exclusiva ao sábado); a identificação do sacerdote (nome) e a indicação de pagamento («pg»).
Esta fonte contém termos de abertura (fólio 1) e encerramento (fólio 196v).

[Legado de Manuel Rodrigues Leão: missas]

Brochura constituída por assentos relativos ao cumprimento do Legado de Manuel Rodrigues Leão, Irmão Secular da Irmandade dos Clérigos do Porto: súmula do conteúdo do legado; exposição do objectivo da fonte; registos da intenção de rezar missas no âmbito do referido legado (com os dados: número de missas que pretende rezar e intenção das mesmas; assinatura do sacerdote (profissão e nome); entre outros) e respectivas certidões de missas (numeradas, de 1750-04-01 a 1754-01-16).

Livro das certidoens da Missa quotidiana, e terno de Natal do Nosso Irmão o Reverendo João Tinoco Vieira E Recibos do ordenado do Reverendo Thezoureiro da Igreja

Brochura constituída por certidões de missas rezadas em cumprimento do Legado do Irmão João Tinoco Vieira, Reverendo, (1802-11-15 a 1832-02-14) e por recibos de ordenados pagos aos Tesoureiros da Igreja da Irmandade dos Clérigos do Porto (1802-11-15 a 1836-08-14). Nos recibos de pagamento aos Tesoureiros da Igreja registaram a identificação do oficial responsável pelo pagamento (profissão e nome do Secretário); o valor do ordenado; a datação do recibo (data tópica e data cronológica: dia, mês e ano); a assinatura do Tesoureiro da Igreja (profissão, nome e cargo); entre outros.
No fólio 34, o Secretário registou uma nota relativa ao aumento do ordenado do Tesoureiro da Igreja «(…) em attenção ao seu grande zêlo, e trabalho excessivo (…)» (despacho da Mesa de 1836-08-05).
Esta fonte contém termos de abertura (fólio 1) e encerramento (fólio 70v).

[Certidões de missas rezadas por intenção de João Tinoco Vieira e Manuel Ribeiro Poço]

A presente fonte, de acordo com o termo de abertura, deveria conter apenas certidões de missas rezadas em cumprimento do Legado do Reverendo João Tinoco Vieira. No entanto, e apesar de todas as recomendações em contrário, a brochura é constituída por certidões de missas rezadas por intenção de João Tinoco Vieira, Irmão e Benfeitor da Irmandade, (1746-04-27 a 1802-08-16) e de Manuel Ribeiro Poço, Irmão da Irmandade, (1752-01-17 a 1779-12-30 e 1780-12-14 a 1781-12-20); por recibos de ordenados pagos aos Tesoureiros da Igreja da Irmandade (1763-09-27 a 1802-08-16) e por recibos indicativos de entrega de dinheiro para suprir os gastos da Sacristia (com os serviços da lavadeira, com as hóstias, entre outros). Nos recibos de pagamento aos Tesoureiros da Igreja registaram a identificação deste oficial (profissão e nome); a identificação do oficial responsável pelo pagamento (profissão e nome do Secretário); o valor do ordenado; o período de prestação de serviços ao qual se refere o pagamento; a datação do recibo (data tópica e data cronológica: dia, mês e ano); a assinatura do Tesoureiro da Igreja (profissão, nome e cargo); entre outros.
Esta fonte contém termos de abertura (fólio inicial) e encerramento (fólio 45).

[Certidões de missas rezadas por Dionísio Verney]

Brochura constituída por um índice (fólio inicial); por certidões de missas ditas «(…) em commutação dos Responsos pella alma (…)» de Dionísio Verney, Irmão da Irmandade dos Clérigos do Porto, (fólios 1 a 10; 1761-01-31 a 1831-11-05); por um termo com as obrigações do Sacristão Menor e do Zelador (fólio 11); por recibos dos ordenados pagos ao Sacristão Menor (fólios 30 a 66v; 1771-01-02 a 1837-02-24) e por termos de aceitação e recibos dos ordenados pagos aos Sineiros (fólios 71 a 96v; 1781-09-14 a 1825-08-15).
Esta fonte contém termos de abertura (fólio inicial) e encerramento (fólio não numerado).

[Certidões de missas do Legado de António Rodrigues Souto]

Livro constituído por um índice (fólio inicial), por certidões de missas rezadas no âmbito do cumprimento do Legado de António Rodrigues Souto, Irmão da Irmandade dos Clérigos do Porto, (fólios 1 a 35; 1811-11-14 a 1832-08-15) e por registos de cédulas de benesses relativas ao Coro (fólios 50 a 83; 1811-11-15 a 1835-02-15).
Esta fonte contém termos de abertura (fólio inicial) e encerramento (fólio 192v).

Livro dos Legados do Nosso Irmão Antonio Rodrigues Souto

Livro constituído por um índice (fólio 1), por certidões de missas rezadas no âmbito do cumprimento do Legado de António Rodrigues Souto, Irmão da Irmandade dos Clérigos do Porto, (fólios 2 a 99; 1762-08-13 a 1811-08-15) e por registos de cédulas de benesses relativas ao Coro (fólios 100 a 195; 1762-11-22 a 1811-08-15).
Esta fonte contém termos de abertura (fólio 1) e encerramento (fólio 196).

Recibos do Inventário e Contas da Capela de Nossa Senhora da Lapa

Registo de recibo, passado pelo Procurador da Capela Joaquim Honório da Cunha, do livro de Inventário dos móveis e alfaias da Capela de Nossa Senhora da Lapa, em 1790, entregue pelo Secretário da Irmandade Fernando José de Figueiredo. Segue-se um registo de várias entregas de verbas ao Secretário e recibos de móveis e alfaias passados ao mesmo Secretário, entre 1790 e Agosto de 1803. A partir do ano de 1803 para 1804 (fl. 20) registam-se os recibos do ordenado do Procurador da Capela de Nossa Senhora da Lapa e de algumas outras despesas da Capela pagas ao mesmo Procurador (com remissão para os fólios do «seo Livro» em que foi «carregado»).
Com termo de abertura no fl. 1 e termo de encerramento no fl. 250v.

Igreja e Sacristia da Irmandade dos Clérigos do Porto

Resultados 21 a 30 de 228