Mostrar 769 resultados

Descrição arquivística
Irmandade dos Clérigos do Porto
Previsualizar a impressão Ver:

696 resultados com objetos digitais Mostrar resultados com objetos digitais

Índices alfabéticos de Irmãos

Série constituída por índices alfabéticos dos Irmãos, de ambos os géneros, que compunham a Irmandade dos Clérigos do Porto.
Estes livros foram produzidos com o intuito de facilitar o controlo dos registos dos membros. Assim, assentaram nestes róis, entre outros dados, a profissão, o nome, a morada e a categoria do Irmão (por exemplo: secular); a data de admissão (dia, mês e ano); a indicação de que foi «riscado» e a referência ao falecimento («obiit» e data: dia, mês e ano).

Mesa da Irmandade dos Clérigos do Porto

[Órgão 2º]

Parte instrumental do Órgão [2º] do Te Deum Laudamus. Divide-se entre os andamentos ímpares e pares. Entre cada andamento par, é cantado o verso ímpar pelo coro e acompanhado pelo órgão [2º].
Está dividido da seguinte forma:
1 – “Te Deum Laudamus”
2 – “Te Dominum confitemur”
3 – “Te æternum Patrem”
4 – “Tibi omnes Angeli”
5 – “Tibi Cherubini et Seraphim”
6 – “Sanctus”
7 – “Sanctus”
8 – “Sanctus Dominus Deus Sabaoth”
9 – “Pleni sunt cæli et terra”
10 – “Te gloriosus Apostolorum”
11 – “Te Prophetarum”
12 – “Te Martyrum candidatus”
13 – “Te per orbem”
14 – “Patrem immensae majestatis”
15 – “Venerandum tuum”
16 – "Sanctum quoque Paraclitum Spiritum”
17 – “Tu Rex gloriæ Christe”
18 – “Tu Patris sempiternus es Filius”
19 – “Tu ad liberandum suscepturus”
20 – “Tu devicto mortis aculeo”
21 – “Tu ad dexteram Dei sedes”
22 – “Judex crederis esse Venturus”
23 – “Te ergo, quæsumus”
24 – “Aeterna fac cum Sanctis”
25 – “Salvum fac populum”
26 – “Et rege eos”
27 – “Per singulos dus benedicimus te”
28 – “Et Laudamus nomen tuum”
29 – “Dignare Domine die”
30 – “Miserere nostri”
31 – “Fiat misericordia tua”
32 – “In te Domine”
Depois do Finis encontramos uma melodia a 3/4 do versículo “Te ergo, quæsumus, tuis famulis subveni, quos pretioso sanguine redemisti”.

[Órgão 1º]

Parte instrumental do Órgão [1º] do Te Deum Laudamus.
Divide-se nos andamentos pares:
2 – "Te Dominum",
4 – "Tibi omnes Angeli",
6 – "Sanctus",
8 – "Sanctus Dominus Deus",
10 – "Te gloriosus",
12 – "Te Martyrum",
14 – "Patrem",
16 – "Sanctum",
18 – "Tu Patris",
20 – "Tu devicto",
22 – "Judex crederis",
24 – "AEterna fac",
26 – "Et rege eos",
28 – "Et Laudamus",
30 – "Miserere",
32 – "In te Domine".
Entre cada andamento par, é cantado um verso ímpar pelo coro e acompanhado pelo órgão 2º.

[Testamentos]

Maço constituído por documentação relativa à execução de vários testamentos (por exemplo: do Reverendo José Gomes de Sá Brandão, Irmão e Ex-Deputado, falecido na Enfermaria da Irmandade em 1792-01-21 e do Reverendo Manuel da Costa Moreira, Irmão e Ex-Deputado, assistente em Barcelos).

[Testamentos]

Maço constituído por documentação relativa ao testamento deixado pelo Reverendo António Pereira Pena da Fonseca (Irmão e Ex-Deputado da Irmandade dos Clérigos do Porto, natural da Freguesia de São Salvador de Pena Maior, Bispado do Porto, Presbítero do Hábito de São Pedro e morador na Viela dos Gatos, Freguesia da Sé). Esta unidade de informação contém ainda os testamentos e/ ou as verbas testamentais de Manuel Pereira Soares (Irmão da Irmandade dos Clérigos do Porto); do Reverendo Doutor Francisco Xavier de Araújo (morador na Rua das Flores); do Padre Manuel de Barros Pereira (Presbítero Secular falecido na Enfermaria da Irmandade); do Reverendo Afonso de Barros Trovão (Abade de São Cristóvão de Mafamude); do Padre Teodósio Álvares Pereira (Presbítero Secular e morador no Bairro de São Lázaro); do Reverendo João de Santa Maria (Clérigo do Hábito de São Pedro); do Reverendo Padre Eleutério António Soares de Sousa; do Reverendo Beneficiado Manuel de Faria Monteiro (Irmão da Irmandade e assistente na cidade de Lisboa) e do Irmão Secular Francisco João Martins (falecido em 1760-05-11).

[Testamento do Reverendo Alexandre Jácome da Veiga 1757]

Livro constituído por documentação relativa ao testamento deixado pelo Reverendo Alexandre Jácome da Veiga (1755-11-06), Sacerdote do Hábito de São Pedro, Irmão da Irmandade dos Clérigos do Porto, falecido em 1757-09-07.
Esta fonte contém documentos soltos (1760-04-17 a 1761-08-13).

[Testamento de João Januário Teixeira]

Requerimento do herdeiro Egídio Teixeira Duarte ao Administrador do 1º Bairro do Porto da certidão do teor do testamento feito por João Januário Teixeira em 28 de Outubro de 1864. Aprovação do requerimento e respectiva certidão.

Mesa da Irmandade dos Clérigos do Porto

[Testamentaria de António Pereira Pena da Fonseca, Manuel da Costa Moreira e José Gomes de Sá Brandão]

Livro constituído por documentação relativa aos testamentos deixados pelo Reverendo António Pereira Pena da Fonseca (Irmão e Ex-Deputado da Irmandade; Presbítero do Hábito de São Pedro; natural da Freguesia de São Salvador de Pena Maior, Bispado do Porto, e morador na Viela dos Gatos, Freguesia da Sé), pelo Reverendo Manuel da Costa Moreira (Irmão e Ex-Deputado da Irmandade, Presbítero do Hábito de São Pedro e morador na Freguesia de Santa Marinha, Vila Nova de Gaia) e pelo Reverendo José Gomes de Sá Brandão (Irmão da Irmandade e falecido no Hospital da referida instituição em 1792-01-21).
Esta fonte contém termos de abertura (fólio 1) e encerramento (fólio 195v).

Resultados 1 a 10 de 769