Mostrar 64 resultados

Descrição arquivística
Arquivo Guilherme Braga da Cruz Subsecção
Previsualizar a impressão Ver:

Membro da Comissão Redatora da "Revista de Legislação e de Jurisprudência"

Guilherme Braga da Cruz iniciou as funções de membro da Comissão Redatora da "Revista de Legislação e de Jurisprudência" em 1960. Após a morte de Fernando Andrade Pires de Lima, diretor da revista, em 4 de setembro de 1970, Guilherme Braga da Cruz assumiu um papel fundamental, garantindo a composição, revisão e publicação da revista. Além disso, enquanto membro da comissão redatora tomou sobre os ombros a responsabilidade de redigir a história da revista no seu centenário, que culminou na publicação de uma obra de proporções monumentais, que oferece um quadro robusto da vida política, jurídica e académica dos séculos XIX e XX - "Revista de Legislação e de Jurisprudência (Esboço da sua história)".

Diretor da Verbo-Enciclopédia Luso-Brasileira de Cultura

Guilherme Braga da Cruz fez parte do corpo diretivo da Verbo-Enciclopédia Luso-Brasileira de Cultura desde o início da década de 1960, sendo que a 10 de junho de 1964 solicita a sua dispensa, visto não terem sido pedidos contributos a si e aos seus colaboradores sobre temáticas das quais são especialistas.

Doutor "honoris-causa" pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo

Guilherme Braga da Cruz foi agraciado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo com a atribuição do doutoramento "honoris-causa", em cerimónia decorrida no dia 18 de agosto de 1964, em São Paulo. Nesta ocasião, Guilherme Braga da Cruz proferiu lições subordinadas a "Princípios fundamentais de direito sucessório romano".

Membro da Sociedade Europeia de Cultura

Guilherme Braga da Cruz foi admitido como membro da Sociedade Europeia de Cultura pelo conselho executivo reunido em abril. A admissão foi comunicada em 18 de abril de 1967.

Aluno do Liceu Sá de Miranda

Guilherme Braga da Cruz realizou os seus estudos secundários no Liceu Sá de Miranda, em Braga, entre 1926 e 1932. Foi dos melhores alunos do liceu, avaliado com notas entre 16 e 18 valores.

Sócio da Associação dos Antigos Estudantes de Coimbra

Guilherme Braga da Cruz inscreveu-se como sócio em novembro de 1952, pagando uma quota de 5 escudos por mês. Embora esta documentação não se insira no período cronológico no qual Guilherme Braga da Cruz frequentou a Universidade de Coimbra como seu aluno, a produção documental está intimamente ligada à sua qualidade de aluno, daí estar inserida nesta secção respeitante às "Atividades Estudantis".

Resultados 1 a 10 de 64