Mostrar 428 resultados

Descrição arquivística
01. Secretariado Nacional do Monumento a Cristo Rei
Previsualizar a impressão Ver:

Carta do P. Mendes SJ

O autor começa por lamentar não ter tido conhecimento do projeto do monumento antes do início das visitas às casas da Província do Brasil. Refere que leu a carta do P. Sebastião na viagem de regresso do Ceará para o Recife. Informa que na Baía já encarregou da propaganda da subscrição o P. Mariz, assim como outros padres no Recife, no Maranhão e no Pará.

Carta de António, arcebispo primaz

(Braga) Começa por referir que não tinha respondido ainda à carta do P. Sebastião do dia 1 de novembro porque não conseguiu falar com o cónego Manuel de Aguiar Barreiro. No entanto como existe urgência para organizar a Comissão técnica, é melhor incluir o nome dele e depois se verá que serviços poderá prestar. Formula votos para que a obra vá por diante de vento em popa. Refere o P. Manuel Lopes recentemente falecido e confessa que já lhe pesam os anos. O envelope é dirigido para a residência do P. Sebastião na R. da Lapa nº 111 e tem carimbo dos correios de Lisboa datado de 14 de novembro de 1937.

António Bento Martins Júnior

Carta de D. Moisés Alves de Pinho

Agradece a carta do P. Sebastião e informa que já conseguiu reunir cinco contos para o Monumento e declara que mais alguma coisa se conseguirá apesar de ser uma diocese missionária e no meio de uma crise. O envelope é dirigido para a sede do Secretariado na R. dos Douradores nº 57 e tem carimbo dos correios de Lisboa datado de 3 de dezembro de 1937.

Moisés Alves de Pinho

Carta de Manuel de Paiva Bóleo

(Coimbra) O remetente relembra que foi dos que ouviu as palavras cheias de ardor do cardeal-patriarca no Congresso do AO realizado em 1936 e que aplaudiu calorosamente a ideia de erguer um Monumento a Cristo Rei em Lisboa. Promete contribuir com 10 escudos anualmente, desculpa-se por não enviar nenhuma palavra alegando que não teria o necessário brilho literário e faz votos para que o Monumento tenha em poucos anos o ambiente favorável e o dinheiro suficiente para ser erguido. Em P.S. informa que junto remete vale com o donativo.

Manuel de Paiva Bóleo

Carta de Teodósio, Prelado de Moçambique

Congratula-se com a notícia da futura construção do Monumento ao Sagrado Coração de Jesus em Lisboa e comunica que apesar de estarem muito atarefados com a construção da nova igreja para a catedral, já encarregou o P. António Alves Martins, vigário geral e diretor diocesano do Apostolado da Oração, para fazer a devida propaganda e recolher os donativos e ofertas para o Monumento.

Teodósio Manuel Gouveia

Carta do cardeal-patriarca de Lisboa

(Fátima) Dá a bênção ao jornal O Monumento, a todos ao que nele trabalham, aos propagandistas, leitores e subscritores; exorta os amigos do Coração do senhor a que apressem a hora em que será completada a realização do Monumento a Cristo Rei e pede ao Divino Coração que derrame a cópia das suas graças espirituais e temporais, sobre todos os que concorrerem para esta obra.

Manuel Gonçalves Cerejeira

Carta de D. Rafael, bispo de Cabo Verde

(S. Nicolau, Diocese de Santiago de Cabo Verde) Acusa a receção do primeiro e segundo números de O Monumento. Informa que a diocese de Cabo Verde não recebeu as listas da subscrição e lembra a conveniência de serem enviadas, pois: "algumas migalhas se podem recolher por estas terras entre a pobreza da sua gente profundamente religiosa".

Rafael Maria da Assunção

Resultados 11 a 20 de 428