Mostrar 487 resultados

Descrição arquivística
Irmandade do Santíssimo Sacramento da Igreja de Nossa Senhora da Encarnação
Previsualizar a impressão Ver:

Arrendamentos das propriedades da Irmandade

Trinta e nove termos de arrendamentos numerados, registados cronologicamente, dizendo respeito todos ao ano de 1806, celebrados entre 14 de Maio e 30 de Junho. Cada termo possui os seguintes dados: identificação, no topo da página, da casa ou loja indicando a morada das casas, quem legou à Irmandade e com que objectivo, o titular do arrendamento e identificação do fiador (nome, profissão/ocupação, morada); o termo propriamente dito em que se indica a data e local onde se realizou o contrato, o nome do inquilino, a morada de casas objecto do arrendamento, a quantia por que é arrendada e a periodicidade dos pagamentos (por quartéis, semestral ou anual), as obrigações do inquilino, fiador e suas obrigações. O termo é assinado pelo Escrivão da Irmandade, o inquilino, o fiador e duas testemunhas.

Registo do Procurador para cobrança das rendas das propriedades da Irmandade do Santíssimo Sacramento

Apresenta, no cabeçalho de cada folha, a designação da rua e a indicação do semestre e, em colunas, a loja ou andar e o número, valor da renda, nome do inquilino e os valores auferidos em papel, metal e o total.

Assentos da Irmandade do Santíssimo Sacramento, sita na Paroquial Igreja de Nossa Senhora da Encarnação

Assentos organizados cronologicamente por data de entrada do irmão, apresentando três registos por página. Texto do assento: “Aos (…) dias do mez de (…) de 17(…) se assentou por Irmão desta Irmandade do Santissimo Sacramento, da Paroquial Igreja de Nossa Senhora da Incarnação desta Cidade (nome do irmão) morador (…) da mesma Paroquia, e deu de sua joia (…) e prometteu guardar os Estatutos do nosso Compromisso, e assignou comigo Escrivão da Meza, era ut supra”. Assina o escrivão da Mesa. À margem tem indicações diversas, como “faleceu”, “ausente”, etc. e nalguns assentos regista-se ainda o local de sepultura e data. Possui um índice inicial com marcadores alfabéticos indicando o nome e folha em que se localiza no livro o assento respectivo. A seguir ao índice tem um separador com impressão idêntica à da folha de rosto. O livro foi impresso em Lisboa, na Oficina de Miguel Rodrigues, Impressor do Cardeal Patriarca, em 1772, com licença da Real Mesa Censória (folha de rosto).

Livro das Presidências da Irmandade do Santíssimo Sacramento sita na Igreja Paroquial de Nossa Senhora da Encarnação

Organizado pela mesma ordem dos Livros de assentos dos Irmãos, omitindo os já falecidos, ou seja, por ordem cronológica da sua entrada para a Irmandade. Cada página diz respeito a um irmão. No topo da página indica-se o nome do irmão, a morada, freguesia, data de entrada, referência ao Livro de Admissões e folha respectiva. Apresenta, na parte inferior da página, um quadro com os anos de 1818 a 1837 em duas colunas, inscritos nas quadrículas e com uma terceira coluna com quadrículas vazias, onde aparecem as anotações: “pago”, “pago (quantia)” ou “falecido “. No final da página está inscrita a assinatura do irmão respectivo. Possui índice inicial com marcadores alfabéticos manuscritos, indicando o nome do Irmão e página em que se encontra o registo do pagamento das quotas anuais. Não possui termos de abertura e encerramento.

Compromisso da Irmandade do Santíssimo Sacramento da paroquial Igreja de Nossa Senhora da Encarnação

Projecto de Compromisso, datado de 1788, que se compunha de seis capítulos: Cap. 1.º - Do que hé comum a todos Nossos Irmãos; e do q se há-de praticar com alguns deles, em certos cazos; Cap. 2.º - Dos Irmãos da Meza, e suas obrigaçoes; Cap. 3.º - Da eleição dos Eleitores, p.ª a da nova Meza, e Definição: Da Eleição da nova Meza, e da sua posse, e conservação: Da ordem das Precedencias, e Votos: Das conferencias, Decizoes, e Definiçoes: e dos Livros p.ª o governo; Cap. 4.º - Da Eleição das mais Pessoas q servem a Irmandade, e a Meza no Espiritual, e Temporal, suas qualidades, e obrigaçoes; Cap. 5.º - Do Culto Divino na Igreja: Da solemnidade, e Decencia com q o Santissimo Sacramento deve ser acompanhado aos Enfermos; e das Procissoes, e Festas; Cap. 6.º - Do methodo, com q se hão-de Administrar os bens, e dinheiros da Irmandade, e da sua Escripturação: Da distracção deles por alheações; contratos de juros; pagamentos de ordenados; encargos, e despezas precizas. O projecto de compromisso não foi aprovado. O primeiro compromisso a ser aprovado, posteriormente ao Terramoto de 1755, foi o de 1817.

Estatutos do Centro Social Paroquial de Nossa Senhora da Encarnação

Projecto / estudo de Estatutos do Centro Social Paroquial de Nossa Senhora da Encarnação, referindo anterior Estatuto aprovado por Despacho Ministerial de 1955-01-23 e dois modelos de Estatutos de Centro Paroquial / Centro Social Paroquial, sem data.

Maço da Colecta

22 processos com documentos referentes a prestação de contas pela Irmandade do Santíssimo Sacramento ao Juízo da Colecta, incluindo ofícios, mapas e conhecimentos relativos a entregas realizadas no Cofre da Colecta e contas correntes com o mesmo Cofre, certidões dos encargos pios anuais a que a Irmandade estava obrigada e contas das despesas das obras que a Irmandade fez com a reedificação da Igreja de Nossa Senhora da Encarnação.

Correspondência

Correspondência recebida e expedida pela Irmandade do Santíssimo Sacramento, organizada cronologicamente em maços: Maço 1 - 1866-1867; Maço 2 - 1867-1868; Maço 3 - 1868-1869; Maço 4 - 1869-1870; Maço 5 - 1870-1871; Maço 6 - 1871-1872; Maço 7 - 1872-1873; Maço 8 - 1873-1874; Maço 9 - 1874-1875; Maço 10 - 1875-1876; Maço 11 - 1876-1877; Maço 12 - 1877-1878; Maço 13 - 1878-1879; Maço 14 - 1879-1880; Maço 15 - 1880-1881; Maço 16 - 1881-1882; Maço 17 - 1881 a 1883; Maço 18 - 1883-1884; Maço 19 - 1884 a 1886; Maço 20 - 1886 a 1888; Maço 21 - 1888 a 1890; Maço 22 - 1890 a 1892 e Maço 23 - 1892 a 1894.

Registo de toda a correspondência recebida pela Irmandade do Santíssimo Sacramento da Freguesia de Nossa Senhora da Encarnação de Lisboa

Livro sem registos, aproveitado de um livro Caixa, com as folhas numerados de 81 em diante, possuindo apenas os termos de abertura e encerramento. No título apresenta uma nota que refere tratar-se de um livro constituído segundo a art.º 108.º do Regulamento Geral das Associações de Fiéis, que determinava que as Associações deveriam possuir um livro de registo de correspondência recebida, com a relação de todos os ofícios e mais papéis enviados à associação. Juiz interino: A. M. Botelho.

Resultados 71 a 80 de 487