Previsualizar a impressão Fechar

Mostrar 36747 resultados

Descrição arquivística
Previsualizar a impressão Ver:

1177 resultados com objetos digitais Mostrar resultados com objetos digitais

Contas de receita e despesa

Maço de documentos constituído por papéis de contas diversas pertencentes à Irmandade dos Clérigos Pobres. Contém a Conta da receita e despesa de 1868/1869, manuscrita, aprovada em 1870-05-24 pelo Conselho de Distrito e a Conta em documento impresso, datado de 1870-08-30 e rascunhos de contas em papéis de formato mais pequeno, com datas entre 1876-10-24 e 1876-11-27 e recibos diversos datados entre 1875-12-03 e 1876-11-28.

Correspondência

Correspondência recebida e expedida pela Irmandade. Incluem diversas tipologias, como cartas, ofícios e requerimentos, de e para diferentes destinatários como o Patriarcado, Regedoria e Junta da Paróquia da Freguesia da Encarnação, Irmandade do Santíssimo Sacramento, Administrador do Bairro Central e irmãos da Irmandade de S. Miguel e Almas. Os assuntos são também diversos: pagamento de quotas, falecimento ou doença de irmãos, aceitação ou escusas de cargos na Irmandade, contribuição da Irmandade para as despesas na condução dos doentes em macas para o Hospital de S. José, contas e orçamentos da Irmandade, incorporação na Irmandade do Santíssimo Sacramento, entre outros.

Receita e despesa do Cofre da Irmandade das Almas da Freguesia de Nossa Senhora da Encarnação

Livro Caixa até 1843, com registos de receita e despesa. Os registos constam de data (ano, mês e dia), descritivo da receita / despesa e colunas de valores em papel, metal e total. As folhas estão encabeçadas pelo título: Caixa da Irmandade de São Miguel e Almas. A partir de 1844 começa novo tipo de registo, com a receita e a despesa classificada pelas suas diferentes “espécies” ou verbas. Tem termo de aprovação das contas no final de cada ano. Tem Auto de Conta da Irmandade (f. 61 v.º-62), segundo as Instruções e modelo apresentados em 8 de Agosto de 1838 e 12 de Novembro de 1843. Contém as contas de receita e despesa da Irmandade de S. Miguel e Almas de 1826 a 1859. A conta de 1859 tem o termo de aprovação datado de 1860-04-15, seguido do Auto de tomada de contas pelo Administrador do Bairro Alto datado de 1863-03-11 e o Acórdão do Conselho de Distrito, assinado pelo Governador Civil e membros do Conselho, em 1863-05-05 (f. 91). Possui dois termos de abertura, um assinado pelo juiz da Irmandade António Mazziotti, datado de 1826-03-08 e outro pelo Administrador do Bairro Alto, datado de 1842-09-17. Os fólios são também numerados e rubricados duas vezes pelos mencionados acima, com numerações diferentes (respectivamente 94 e 97 folhas). Tesoureiros: Simão José de Oliveira (1826-1832); António Mazziotti Júnior (1832-1843); Manuel Joaquim dos Santos (1843).

Registo de ordens, pertencente à Irmandade das Almas da Freguesia de Nossa Senhora da Encarnação

Copiador de ordens de pagamento pagas pelo Tesoureiro a diversas pessoas como ao padre capelão, Andador, ao Procurador da Mesa, a irmãos pobres, ao fornecedor da cera, entre outros, indicando: local e data no cabeçalho de cada página, o número da ordem de pagamento, à esquerda, o descritivo da ordem, em que se indica a quem foi pago e a que se destinava o pagamento e o valor da ordem, à direita. Tem um termo de encerramento anual, em que se inscreve a quantia total gasta, assinado pelo Primeiro Secretário da Irmandade. Possui termos de abertura e encerramento.

Receita e despesa

24 maços de documentos de receita e despesa: Maço 1 - 42 doc. de 1826 (1826-03-08 - 1827-01-04); Maço 2 - 90 doc. de 1827 a 1829 (1827-02-02 - 1829-12-31); Maço 3 - 33 doc. de 1830 (1830-01-25 - 1830-12-31); Maço 4 - 29 doc. de 1831 (1831-01-03 - 1831-12-31); Maço 5 - 60 doc. de 1832 e 1833 (1832-01-01 - 1834-03-20); Maço 6 - 26 doc. de 1834 (1834-01-01 - 1834-11-11); Maço 7 - 28 doc. de 1835 (1835-01-31 - 1835-12-31); Maço 8 - 26 doc. de 1836 (1836-01-21 - 1836-12-31); Maço 9 - 31 doc. de 1837 (1837-01-10 - 1837-12-31); Maço 10 - 44 doc. de 1838 e 1839 (1838-01-31 - 1839-12-31); Maço 11 - 21 doc. de 1840 (1840-01-17 - 1840-12-31); Maço 12 - 30 doc. de 1841 (1841-01-31 - 1841-12-31); Maço 13 - 31 doc. de 1842 (1842-01-31 - 1842-12-31) e em anexo o Orçamento da receita e despesa para o ano de 1846; Maço 14 - 36 doc. de 1843 (1843-02-01 - 1843-12-31) e em anexo o Orçamento da receita e despesa para o ano de 1843 a 1844; Maço 15 - 165 doc. de 1844 a 1846 (1844-01-31 - 1846-12-31); Maço 16 - 62 doc. soltos de 1845 a 1852 (1845-05-05 - 1852-05-24); Maço 17 - 84 doc. de 1847 a 1849 (1847-01-31 - 1849-06-30); Maço 18 - 81 doc. de 1851 a 1853 (1851-01-31 - 1853-12-31); Maço 19 - 58 doc. de 1854 a 1856 (1854-02-25 - 1856-12-31); Maço 20 - 42 doc. de 1857 a 1859 (1857-11-26 - 1859-12-16); Maço 21 - 59 doc. de 1860 e 1860/61 (1860-04-17 - 1861-06-30); Maço 22 - 78 doc. de 1861/62 a 1862/63 (1861-08-05 - 1863-06-30); Maço 23 - 41 doc. de 1863/64 (1863-07-31 - 1864-07-20); Maço 24 - 200 doc. de 1864 a 1879 (1864-07-31 - 1879-11-30).

Relação dos Irmãos da Irmandade do Arcanjo São Miguel e Almas erecta na Paroquial Igreja de Nossa Senhora da Encarnação

Duas relações com títulos diferentes e conteúdos semelhantes: uma primeira relação, com o título (igual ao título inscrito no rosto): «Relação dos Irmãos da Irmandade do Archanjo S. Miguel e Almas Erecta na Parochial Igreja de N. S. da Encarnação» (f. 1-4) e uma segunda relação, com o título: «Relação das viuvas dos Irmãos e mesmo Irmãs da Irmandade do Archanjo S. Miguel e Almas da Freguesia de N. S. da Encarnação» (f. 6). Em ambas se indicam o nome e morada do irmão e no campo de observações se faleceu, se é pobre, não quer pagar, entre outras e na segunda relação apresenta, além daqueles elementos o nome da irmã viúva de irmão ou irmã por si mesma, da Irmandade de S. Miguel e Almas.

Livro das Pautas

Assentos organizados cronologicamente. Cada assento apresenta um termo inicial indicando a data da reunião dos irmãos eleitos em Junta Grande para tomarem posse dos lugares da Mesa para os quais tinham sido eleitos e o compromisso assumido por estes de satisfazer o pagamento das jóias que lhes cabem pelos lugares que assumem. A seguir a este termo apresenta uma lista, em colunas, com indicação do cargo, nome, valor da jóia, valor para os pobres e total, a seguir à qual se faz o termo final, assinado pelos membros da Mesa eleitos presentes na reunião. Não possui termos de abertura e encerramento.

Livro do peditório para auxílio da obra da Igreja de Nossa Senhora da Encarnação

Organizado por ordem alfabética, com recurso a marcadores alfabéticos, dos nomes dos irmãos da Irmandade, paroquianos e outros benfeitores que se comprometeram a contribuir para o peditório realizado para angariar dinheiro destinado ao acabamento das obras da Igreja. Indicam-se os nomes, moradas e valor que pagaram logo ou ficaram de pagar mensalmente. Em anexo apresenta uma folha com a anotação de que o peditório se realizara no dia 2 de Maio de 1822, indicando numa lista os nomes os que “pagaram por uma só vez” e noutra lista os nomes das "senhoras" que ficaram de pagar mensalmente, indicando o nome e o valor. Apresenta ainda os totais no saco, em metal e em papel.

Compromisso da Irmandade do Santíssimo Sacramento sita na Igreja Paroquial de Nossa Senhora da Encarnação

Original manuscrito do Compromisso da Irmandade do Santíssimo Sacramento de 1817, organizado em 12 Capítulos: Capítulo 1.º Das obrigações geraes para todos os Irmãos (f. 3); Capítulo 2.º Da Mesa da Irmandade (f. 7); Capítulo 3.º Do cargo do Juiz (f. 11); Capítulo 4.º Do Escrivão da Mesa (f. 12); Capítulo 5.º Do Thesoureiro da Irmandade (f. 13); Capítulo 6.º Do Procurador Geral da Irmandade (f. 15 v.º); Capítulo 7.º Do Procurador da Mesa (f. 16 v.º); Capítulo 8.º Dos meios para ser mais facil o cumprimento das obrigações de cada hum dos Mesarios, e dos mais Irmãos em geral (f. 19); Capítulo 9.º Da Eleição, e Posse da Mesa nova (f. 22); Capítulo 10.º Do Culto Divino (f. 24); Capítulo 11.º Das Pessoas empregadas especialmente para o Culto Divino (f. 26); Capítulo 12.º Das Pessoas occupadas no Expediente da Irmandade (f. 29); Conclusão (f. 30 v.º). Possui “Index dos Capitulos do Compromisso” no início. Tem encadernado junto a Provisão Régia de confirmação do Compromisso, datada de 18 de Agosto de 1817. Juiz: Barão de Quintela; Escrivão: Domingos Gomes Loureiro; Procurador Geral: António Gomes Ribeiro; Tesoureiro: António José Coelho da Fonseca; Procurador da Mesa: Manuel Francisco da Cruz.

Resultados 481 a 490 de 36747