Showing 229 results

Archival description
Irmandade dos Clérigos do Porto File
Print preview View:

218 results with digital objects Show results with digital objects

[Empréstimo concedido a João Bernardo Malafaia]

Maço constituído por documentação relativa a um empréstimo concedido a João Bernardo Malafaia. Para tal, o suplicante hipotecou umas casas sitas na Rua de Santa Ana.

Alguns elementos identificativos do suplicante:
João Bernardo Malafaia – negociante no Porto e assistente na Rua de Santa Ana, Freguesia da Sé.

[Empréstimo concedido a José António Pinto, a Joana Rosa Botelha, a Maria do Carmo e a António José de Araújo]

Brochura constituída por documentação relativa a um empréstimo concedido a José António Pinto, a Joana Rosa Botelha, a Dona Maria do Carmo e a António José de Araújo. Para tal, os suplicantes hipotecaram uma morada de casas sita no Corpo da Guarda, Freguesia da Sé.

Alguns elementos identificativos dos suplicantes:
José António Pinto – mestre carpinteiro;
Joana Rosa Botelha – casada com José António Pinto;
Maria do Carmo – filha de José António Pinto e Joana Rosa Botelha;
António José de Araújo – casado com Dona Maria do Carmo.

[Empréstimo concedido a José Joaquim de Almeida Coutinho]

Maço constituído por documentação relativa a um empréstimo concedido a José Joaquim de Almeida Coutinho. Para tal, o suplicante hipotecou uma morada de casas sita na Rua dos Lavadouros e umas propriedades localizadas no Lugar de Moledo, Freguesia de Penajoia, Termo de Lamego (casas e vinhas).

Alguns elementos identificativos do suplicante:
José Joaquim de Almeida Coutinho – morador na Rua dos Lavadouros.

[Empréstimo concedido a José Pinto da Silva/ Diogo Maria de Gouveia Pinto]

Maço constituído por documentação relativa à venda de propriedades penhoradas, no âmbito de um empréstimo, por requerimento da Irmandade dos Clérigos do Porto. Em causa, a venda de duas moradas de casas, sitas na Rua de Cedofeita, por José Pinto da Silva – contraente do empréstimo e devedor da Irmandade – a Diogo Maria de Gouveia Pinto.

[Empréstimo concedido a Manuel Dias da Silva]

Maço constituído por documentação relativa a um empréstimo concedido a Manuel Dias da Silva. Para tal, o suplicante hipotecou uma propriedade sita na Rua da Picaria.

Alguns elementos identificativos do suplicante:
Manuel Dias da Silva – proprietário, viúvo e morador na Rua da Picaria, n.º 85, Freguesia da Vitória.

[Empréstimo concedido a Maria Ermelinda Libânia Lessa]

Brochura constituída por documentação relativa a um empréstimo concedido a Dona Maria Ermelinda Libânia Lessa. Para tal, a suplicante hipotecou uma quinta sita no Lugar da Rasa, Freguesia de Santa Marinha, Vila Nova de Gaia.

Alguns elementos identificativos da suplicante:
Maria Ermelinda Libânia Lessa – viúva de Francisco Lessa e residente no Porto.

[Respostas à circular sobre uma possível Reforma dos Estatutos 1896]

Nos finais do século XIX, a Irmandade dos Clérigos do Porto identificou nalguns sacerdotes a vontade de criar, nesta cidade, um Monte Pio do Clero. No entanto, a Mesa entendeu que a decisão de avançar com este projecto não poderia ser tomada sem ouvir os restantes Irmãos. Assim, preparou um modelo impresso que apresentava a ideia, colocava questões e esperava respostas. Estas circulares – assinadas pelo Vice-Presidente, pelo Tesoureiro e pelo Secretário – foram enviadas, em 1896-10-22, a todos os membros. Cada um dos Irmãos tinha até ao dia 20 de Novembro para dar o seu parecer dentro de um envelope fechado. Caso não o fizesse, a Mesa assumia que a resposta, às perguntas formuladas, era negativa.
Neste contexto, sumariamente apresentado, produziram a documentação preservada nesta unidade de informação: circulares (1896-10-22) e respectivas respostas (1896-11-09 a 1896-11-29). Alguns Irmãos optaram por responder por carta, não usando o modelo fornecido para o efeito.

Mesa da Irmandade dos Clérigos do Porto

[Certidões de missas do Legado de António Rodrigues Souto]

Livro constituído por um índice (fólio inicial), por certidões de missas rezadas no âmbito do cumprimento do Legado de António Rodrigues Souto, Irmão da Irmandade dos Clérigos do Porto, (fólios 1 a 35; 1811-11-14 a 1832-08-15) e por registos de cédulas de benesses relativas ao Coro (fólios 50 a 83; 1811-11-15 a 1835-02-15).
Esta fonte contém termos de abertura (fólio inicial) e encerramento (fólio 192v).

[Certidões de missas rezadas por intenção de João Tinoco Vieira e Manuel Ribeiro Poço]

A presente fonte, de acordo com o termo de abertura, deveria conter apenas certidões de missas rezadas em cumprimento do Legado do Reverendo João Tinoco Vieira. No entanto, e apesar de todas as recomendações em contrário, a brochura é constituída por certidões de missas rezadas por intenção de João Tinoco Vieira, Irmão e Benfeitor da Irmandade, (1746-04-27 a 1802-08-16) e de Manuel Ribeiro Poço, Irmão da Irmandade, (1752-01-17 a 1779-12-30 e 1780-12-14 a 1781-12-20); por recibos de ordenados pagos aos Tesoureiros da Igreja da Irmandade (1763-09-27 a 1802-08-16) e por recibos indicativos de entrega de dinheiro para suprir os gastos da Sacristia (com os serviços da lavadeira, com as hóstias, entre outros). Nos recibos de pagamento aos Tesoureiros da Igreja registaram a identificação deste oficial (profissão e nome); a identificação do oficial responsável pelo pagamento (profissão e nome do Secretário); o valor do ordenado; o período de prestação de serviços ao qual se refere o pagamento; a datação do recibo (data tópica e data cronológica: dia, mês e ano); a assinatura do Tesoureiro da Igreja (profissão, nome e cargo); entre outros.
Esta fonte contém termos de abertura (fólio inicial) e encerramento (fólio 45).

Results 71 to 80 of 229