Mostrar 741 resultados

Descrição arquivística
Irmandade dos Clérigos do Porto Com objeto digital
Previsualizar a impressão Ver:

Actas

Entre o fl. 147v. e a capa inferior encontram-se vários documentos soltos, tais como: ofícios recebidos pela Irmandade, cópias de correspondência expedida, rascunhos de ofícios, extractos de actas de sessões da Mesa, entre outros.
Este livro contém dois termos de abertura (fls. 1 e 98) e dois termos de encerramento (ambos no fl. 147v.), redigidos respectivamente, pelo delegado da cúria diocesana e pelo Administrador substituto do Bairro Ocidental da cidade do Porto.

Actas da Meza 1826-1849

A fls. 45 e 46 encontra-se um índice, relativo às actas e deliberações da Mesa registadas até ao fl. 26v.
Este livro contém termo de abertura (fl. 1) e termo de encerramento (fl. 46v.).

Adjudicações e cazeiros

Nos primeiros fólios são registados o «Deve» e o «Hade haver» (receita e despesa), desde Agosto de 1831, com remissão para registos em fólios posteriores do livro em que é registada a informação sobre cada propriedade adjudicada (a mesma propriedade surge registada mais do que uma vez ao longo do livro como se verifica pelo índice final).
Mapas de receitas e despesas das casas adjudicadas e caseiros da Irmandade (ex.: juros, rendas/alugueres, obras, décima). Registo de informações relativas às casas da Irmandade: data de hipotecas, tipo de arrendamento, alterações nos contratos, pagamentos de fianças, juros pagos pelos devedores, nomes e profissões de caseiros e fiadores, execuções e adjudicações, despesas com obras, pagamentos de alugueres e pensões, entre outras.
Índice final, nos fls. 194-196, com remissão para fólios do livro (a partir do fl. 22), número dos arrendamentos, localização (ex.: Rua das Flores, Fonte da Colher (Miragaia), Rua do Cativo e Cimo de Vila, Corpo da Guarda, Rua da Bela Princesa) e nome dos caseiros.
Alguns fólios apresentam riscos por cima da informação registada.
Contém folhas menores, soltas, com anotações relativas a contas (ex.: cálculos, recibos), uma delas com a conta do trabalho pago a oficiais responsáveis pela armação da festa de Santo André Bellino datada de 1871.
Com termo de abertura no fl. 1 e termo de encerramento no fl. 201v.

Mesa da Irmandade dos Clérigos do Porto

Admissão dos irmãos.

Este livro servia para o lançamento das datas de admissão dos Irmãos, de ambos os géneros, na Irmandade dos Clérigos do Porto e respectivas joias. Os registos contêm dados como: a data de admissão; a profissão, o cargo e o título; a categoria de Irmão (por exemplo: secular); o nome e o valor da joia.
Nesta fonte, surgem vários documentos soltos.

Mesa da Irmandade dos Clérigos do Porto

Adoração da Cruz

Adoração da Cruz de compositor anónimo. Contém as 4 partes vocais (Tiple, Alto, Tenor, Baixo). É composto pelos seguintes andamentos: Para a Adoração da Cruz - “In quo salus mundi” (Adagio); Para beijar a Cruz . “Popule meus” (Adagio), “Agios ó Theos” (Adagio), “Agios Is chiros” (Adagio), “Agios ó Thanatos” (Adagio), “Sanctus” immortalis” (Adagio); Para a procissão – “Vexilla Regis” (Andante), “Quæ vid nerata” (Andante), “Impleta sunt” (Adante).

Alto

Parte vocal do Alto da Ladainha em louvor da beatíssima virgem Maria Mãe de Deus. Divide-se nos seguintes andamentos: Verso a 4 “Pater de caelis Deus” e“Spiritus Sancte Deus” (Andante); “Sancta Maria ora pro nobis” (Largo); “Sancta Virgo virginum ora pro nobis” (Andante), seguindo-se toda a ladainha; “Consolatrix afflictorum” (Moderato) “ora pro nobis” (Andante); “Agnus Dei” (Andante); “Miserere nobis” (Largo).

Alto

Parte vocal do Alto do Gradual. Divide-se nos seguintes andamentos: “Allelluia” (Justo); Verso a Duo “Dominus dixit ad me” (Tacet). Neste documento há uma nova partitura colada sobre o documento original.

Alto

Parte vocal do Alto das Paixões de Domingo de Ramos, [1-12] fls., e de Sexta-feira Santa, [13-20] fls., de compositor anónimo.

Resultados 41 a 50 de 741