Mostrar 487 resultados

Descrição arquivística
Irmandade do Santíssimo Sacramento da Igreja de Nossa Senhora da Encarnação
Previsualizar a impressão Ver:

Receita e Despesa

Documentos comprovativos da receita e despesa da Irmandade do Santíssimo Sacramento, organizados cronologicamente em maços: Maço 66 - 1876-1877; Maço 67 - 1877-1878; Maço 68 - 1878-1879; Maço 69 - 1879-1880; Maço 70 - 1880-1881; Maço 71 - 1881-1882; Maço 72 - 1934-1935; Maço 73 - 1936; Maço 74 - 1937; Maço 75 - 1938 e Maço 76 - 1939.

Livro de lembranças do andador

Registo, em folhas separadas, do rendimento proveniente das tochas dos baptizados (número de tochas, valores parcelares e valor anual), da prata que serve nos baptizados (número de baptizados e valores parciais e anual), rendimentos das sepulturas (mês, dia, quantidade de corpos, valores auferidos parciais e anual) e os provenientes da cruz que acompanha os enterros (mês e quantias recebidas parciais e anual). Possui ainda folhas separadas para o registo da despesa da Irmandade, referentes a serviço e artigos de expediente diverso (reconhecimentos de assinaturas, treslados de documentos, papel, tinta, livros, penas, fretes, carregos, etc.) e outras relativas a despesas da Igreja (azeite, incenso, cordas para os sinos, lavagem, etc.). No final de cada folha existem termos ou referências que remetem para os livros de receita e de despesa, tanto da Irmandade como da Fábrica, indicando o fólio onde são registadas as quantias recebidas e despendidas. Escrivão: Henrique José de Sequeira. Andador: Faustino José Mata.

Receita e despesa do nosso irmão Francisco João Braidi no tempo em que foi procurador de Mesa

Registos organizados cronologicamente, cada folha respeitante a um mês diferente, apresentando as verbas da receita à esquerda e as verbas da despesa à direita. No final de cada mês indicam-se os totais da receita e da despesa e o saldo mensal respectivo. Procurador da Mesa: Francisco João Braidi.

Receita e despesa de dinheiro com o tesoureiro da Irmandade do Santíssimo Sacramento da Paroquial Igreja de Nossa Senhora da Encarnação

A disposição da informação é diferente dos outros dois da mesma série, semelhante a um livro de conta corrente. Na página de abertura apresenta no cabeçalho a indicação: “António José Coelho da Fonseca, thesoureiro do Cofre das Rendas da Irmandade, em Conta Corrente de dinheiro de sua Receita e Despesa Geral.” Em cada folha, do lado esquerdo, enumeram-se as despesas com as quantias entregues ao tesoureiro para efectuar os pagamentos que lhe competiam, com registos do tipo “Carrego em Receita a Nosso Irmão Thezoureiro” e a data. Os assentos são escritos pelo escrivão e assinados por este e pelo tesoureiro. Do lado direito registam-se as receitas que hão-de ser cobradas, com registos do tipo “Acredita se ao nosso Irmão Thesoureiro (…) pelo valor de (…) conhecimento em fórma, extraído da receita n.º (…) que entregou ao nosso Irmão Procurador da Mesa (…) para cobrança de (…)” e data. Os assentos são escritos pelo escrivão e assinados por este e pelo Procurador da Mesa. Possui termo de encerramento de contas no final de cada ano, um termo de revisão de contas no final (f. 38-39) e de encerramento (f. 41). Tesoureiro do Cofre das Rendas: António José Coelho da Fonseca. Escrivão: Domingos Gomes Loureiro.

Arrendamentos das propriedades e contas correntes

Livro misto, possui também registos referentes à conta corrente das propriedades da Irmandade (Ver ref.ª PT-INSE-ISSIE/GP/PR/01-02). Apresenta vários tipos de registos e mapas: “Mapa dos irmãos que têm entrado para esta Irmandade e não tem pago (…) ficando por isso devedores das quantias abaixo mencionadas”, que refere o livro de "Assentos dos Irmãos" (ano e folha), o nome e a quantia em dívida (f. 85-86), abrangendo os livros das "Presidências" entre 1771 e 1803; mapa dos devedores e credores da Irmandade, abrangendo o período entre 1805-12-31 e 1807-12-31, referindo o livro de tombo (f. 90). Contém índice inicial com indicação da morada e folha e remetendo também para os registos descritos atrás (“Irmãos que não têm pago jóia” e “por outras contas que se seguem").

Contas diárias de receita e despesa da Real Irmandade do Santíssimo Sacramento da Paroquial Igreja de Nossa Senhora da Encarnação

Apresenta os débitos e créditos separados e organizados cronologicamente. Na página da esquerda lançam-se os registos da receita: data (ano, mês e dia), descrição da receita e valor respectivo e na página da direita os registos da despesa, indicando a data (ano, mês e dia), a descrição da despesa, número do documento comprovativo e valor. Os registos da despesa e da receita voltam ambos a ser rubricados pelo escrivão a partir de Julho de 1893. No final de cada ano económico faz-se o termo de encerramento da conta e verificação da receita, assinado pelos membros da Mesa. Possui termo de abertura e de encerramento.

Diário da receita e despesa da Irmandade do Santíssimo da Freguesia da Encarnação

Apresenta os débitos e créditos separados e organizados cronologicamente. Na página da esquerda lançam-se os registos da receita: data (ano, mês e dia), descrição da receita e valor respectivo e na página da direita os registos da despesa, indicando a data (ano, mês e dia), a descrição da despesa, número do documento comprovativo e valor. No final de cada ano económico faz-se o termo de encerramento da conta e verificação da receita, assinado pelos membros da Mesa. Possui termo de abertura e de encerramento. No final tem nota a dizer que “segue a Lº Diario nº 2”.

Resultados 421 a 430 de 487