Mostrar 592 resultados

Descrição arquivística
Igreja Paroquial de Nossa Senhora da Encarnação
Previsualizar a impressão Ver:

Compromisso da Irmandade do Santíssimo Sacramento sita na Igreja Paroquial de Nossa Senhora da Encarnação

Original manuscrito do Compromisso da Irmandade do Santíssimo Sacramento de 1817, organizado em 12 Capítulos: Capítulo 1.º Das obrigações geraes para todos os Irmãos (f. 3); Capítulo 2.º Da Mesa da Irmandade (f. 7); Capítulo 3.º Do cargo do Juiz (f. 11); Capítulo 4.º Do Escrivão da Mesa (f. 12); Capítulo 5.º Do Thesoureiro da Irmandade (f. 13); Capítulo 6.º Do Procurador Geral da Irmandade (f. 15 v.º); Capítulo 7.º Do Procurador da Mesa (f. 16 v.º); Capítulo 8.º Dos meios para ser mais facil o cumprimento das obrigações de cada hum dos Mesarios, e dos mais Irmãos em geral (f. 19); Capítulo 9.º Da Eleição, e Posse da Mesa nova (f. 22); Capítulo 10.º Do Culto Divino (f. 24); Capítulo 11.º Das Pessoas empregadas especialmente para o Culto Divino (f. 26); Capítulo 12.º Das Pessoas occupadas no Expediente da Irmandade (f. 29); Conclusão (f. 30 v.º). Possui “Index dos Capitulos do Compromisso” no início. Tem encadernado junto a Provisão Régia de confirmação do Compromisso, datada de 18 de Agosto de 1817. Juiz: Barão de Quintela; Escrivão: Domingos Gomes Loureiro; Procurador Geral: António Gomes Ribeiro; Tesoureiro: António José Coelho da Fonseca; Procurador da Mesa: Manuel Francisco da Cruz.

Devedores. Maço 1

13 processos com documentos relativos aos devedores resultantes de disposições testamentárias e dos empréstimos concedidos pela Irmandade do Santíssimo, liquidação de dívidas e contas dos devedores: António Sodré Pereira Tibau, religiosas trinas de Nossa Senhora da Soledade, do Mocambo, religiosas do Convento de Santa Marta, Miguel Maldonado, D. Joana Margarida Mascarenhas Martins de Deus, viúva de Tomás Grim, Miguel José Salema Lobo de Saldanha, do Tenente General Manuel Gomes de Carvalho, D. Teresa Monjardino, viúva de Estevão Pinto de Morais Sarmento, de João António Marques, do Padre Agostinho da Silva, Luís José Ramalho de Matos e da Marquesa de Belas.

Maço dos Credores

17 processos com documentos relativos a credores da Irmandade, por dívidas resultantes das obras e de materiais necessários à reedificação da Igreja e obras noutras casas da Irmandade (José António Mateus, José Maria Pereira, Mestre José Francisco de Oliveira); do pagamento de ordenados ao sineiro, aos capelães e ao tesoureiro da Irmandade; do fornecimento da cera; de empréstimos ao Banco de Lisboa e das dívidas aos subscritores do Projecto de Empréstimo Gratuito para a conclusão das obras da Igreja. A colecção de Apólices relativas ao empréstimo gratuito foi acondicionada num maço à parte (Ver cota PT-ISSIE/CT/03/Mç01a). Contém ainda as contas apresentadas pela Comissão de Obras da Igreja e contas a apresentar no Juízo da Colecta.

Diferentes Objectos. Maço 1

26 processos referentes a diversos assuntos como os direitos e deveres do pároco; rendimentos da Fábrica da Igreja; escolha e nomeação do tesoureiro, andador, escriturário para o serviço da Irmandade, sacristão e moços de coro (inclui os requerimentos dos interessados e respectivos despachos, os termos de fiança apresentados e alguns cópias dos termos de provimento); procedimentos a seguir nos enterros, baptizados, casamentos, acompanhamento do Santíssimo Sacramento aos doentes, encomenda e contas de missas e enchimento dos covais e sepulturas; donativo para o fardamento e vestuário para o Arsenal do Exército e contas e aprovação de contas dos tesoureiros. Inclui também outros documentos relativos a procissões, festividades, pautas da Fábrica, contribuição dos irmãos e paroquianos para o cancelo da Igreja, partes de Compromissos antigos, reflexão sobre o Compromisso e despesa com a sua impressão e alguns inventários de paramentos e alfaias e da prata da Igreja, mapa de rendimentos e encargos. O processo número 22 não foi localizado no maço, podendo alguns dos orçamentos da Irmandade em falta terem sido retirados e arrumados juntamente com outros da série de Orçamentos (com a ref.ª PT-INSE-ISSIE/GF/01) ou com os documentos comprovativos de receita e despesa (série com a ref.ª PT-INSE-ISSIE/GF/05), em data desconhecida.

Relação de Arrendamentos / Relação de Inquilinos

4 processos com documentos relativos ao arrendamento de casas nos prédios do Largo das Duas Igrejas, Rua da Atalaia, Rua da Cruz, Rua das Trinas, Travessa da Queimada, Rua dos Calafates, Rua Nova de Jesus e de um terreno junto do Cemitério; relações ou listas de inquilinos e de rendas pagas por inquilinos; pagamento da décima relativa às propriedades da Irmandade do Santíssimo Sacramento na Rua da Atalaia e Rua Larga de S. Roque; pedido da Irmandade de isenção da décima; pedido para o pagamento da décima se efectuar apenas na Freguesia de Nossa Senhora da Encarnação e diversos conhecimentos relativos ao pagamento de rendas pelos inquilinos da Irmandade, referentes à época em que as casas da Rua da Atalaia tinham estado penhoradas pelas Chancelarias da Corte e Reino.

Receita e despesa da Irmandade do Santíssimo Sacramento da Paroquial Igreja de Nossa Senhora da Encarnação

Índice da receita f. 1, índice da despesa f. 1 v.º, registos de receita f. 5-57, de despesa f. 61-109 v.º., resumo da receita f. 110-111, resumo da despesa f. 112-114 e o encerramento da conta f. 115-115 v.º (1753-08-19). Tesoureiro: Brás Soares e Brandão; Nuno Prestes da Silva. Escrivão: Francisco Xavier de Sousa Caro.

Contas de receita e despesa

Maço de documentos constituído por papéis de contas diversas pertencentes à Irmandade dos Clérigos Pobres. Contém a Conta da receita e despesa de 1868/1869, manuscrita, aprovada em 1870-05-24 pelo Conselho de Distrito e a Conta em documento impresso, datado de 1870-08-30 e rascunhos de contas em papéis de formato mais pequeno, com datas entre 1876-10-24 e 1876-11-27 e recibos diversos datados entre 1875-12-03 e 1876-11-28.

Correspondência

Correspondência recebida e expedida pela Irmandade. Incluem diversas tipologias, como cartas, ofícios e requerimentos, de e para diferentes destinatários como o Patriarcado, Regedoria e Junta da Paróquia da Freguesia da Encarnação, Irmandade do Santíssimo Sacramento, Administrador do Bairro Central e irmãos da Irmandade de S. Miguel e Almas. Os assuntos são também diversos: pagamento de quotas, falecimento ou doença de irmãos, aceitação ou escusas de cargos na Irmandade, contribuição da Irmandade para as despesas na condução dos doentes em macas para o Hospital de S. José, contas e orçamentos da Irmandade, incorporação na Irmandade do Santíssimo Sacramento, entre outros.

Receita e despesa do Cofre da Irmandade das Almas da Freguesia de Nossa Senhora da Encarnação

Livro Caixa até 1843, com registos de receita e despesa. Os registos constam de data (ano, mês e dia), descritivo da receita / despesa e colunas de valores em papel, metal e total. As folhas estão encabeçadas pelo título: Caixa da Irmandade de São Miguel e Almas. A partir de 1844 começa novo tipo de registo, com a receita e a despesa classificada pelas suas diferentes “espécies” ou verbas. Tem termo de aprovação das contas no final de cada ano. Tem Auto de Conta da Irmandade (f. 61 v.º-62), segundo as Instruções e modelo apresentados em 8 de Agosto de 1838 e 12 de Novembro de 1843. Contém as contas de receita e despesa da Irmandade de S. Miguel e Almas de 1826 a 1859. A conta de 1859 tem o termo de aprovação datado de 1860-04-15, seguido do Auto de tomada de contas pelo Administrador do Bairro Alto datado de 1863-03-11 e o Acórdão do Conselho de Distrito, assinado pelo Governador Civil e membros do Conselho, em 1863-05-05 (f. 91). Possui dois termos de abertura, um assinado pelo juiz da Irmandade António Mazziotti, datado de 1826-03-08 e outro pelo Administrador do Bairro Alto, datado de 1842-09-17. Os fólios são também numerados e rubricados duas vezes pelos mencionados acima, com numerações diferentes (respectivamente 94 e 97 folhas). Tesoureiros: Simão José de Oliveira (1826-1832); António Mazziotti Júnior (1832-1843); Manuel Joaquim dos Santos (1843).

Resultados 31 a 40 de 592