Mostrar 851 resultados

Descrição arquivística
Irmandade dos Clérigos do Porto
Previsualizar a impressão Ver:

696 resultados com objetos digitais Mostrar resultados com objetos digitais

[Documentos sobre assuntos diversos]

Maço identificado com o «Nº 10», constituído por 15 conjuntos de documentos numerados e resumidas num índice («mapa»), datado de 1838 por Teotónio José Maria Queirós Secretário da Irmandade, nos primeiros 4 fólios.
O conjunto nº 4 que, de acordo com o índice, se reportaria a documentação relativa ao dote para património de Manuel do Espírito Santo, encontra-se em falta.
Nº 1: Sentença cível do litígio entre a Irmandade dos Clérigos e Lázaro Rodrigues, José Fernandes Lima e António Fernandes Lima a propósito de duas Letras.
Nº 2: Pública forma da escritura de dívida de João de Matos Coelho em dinheiro e juros aplicados no júbilo das 40 horas (remete para os Maços nº 8 e 9).
Nº 3: Cartas de excomunhão e seu edital, contra os que roubaram ou souberam do roubo feito à Irmandade de testamentárias, roupas deixadas à Irmandade, relíquias de Santos e outros objectos do serviço da Igreja e Estatutos da irmandade antiga de São Filipe de Néri.
Nº 5: Sentença cível de acção cominatória a favor da Irmandade na demanda a respeito do despejo de águas imundas sobre os canos que conduzem a água para a Irmandade (1824-11-19).
Nº 6: Título do testamento do Padre Nicolau de Souza Cruz que deixou à Irmandade 3 moradas de casas na Rua de Trás da Sé de prazo fateusim, foreiras ao Cabido da Sé do Porto; Posse das mesmas casas e quitação do mesmo testamento.
Nº 7: Provisões do Bispo do Porto, Dom José Maria de Fonseca Évora, para se pedirem esmolas pelo bispado, para a conclusão das obras da Igreja (1743).
Nº 8: Petição para ser celebrado o tríduo e para a colocação dos sinos.
Nº 9: Documentação referente a um empréstimo feito pela Irmandade ao Real Erário.
Nº 10: Ordem do Desembargo do Paço que concede à Irmandade licença para a venda de um casal deixado pelo Tenente Coronel Bernardo Fernandes Guimarães; Carta citatória do Escrivão dos Contos, para que a Irmandade não dispusesse de mais quantia nenhuma dos seus cofres, sendo obrigada a dar uma relação autêntica de todos os seus dinheiros; Requerimento à Rainha para declarar nulo o breve de comutação do legado do Irmão Francisco Mendes Guimarães; Certidão do testamento deste último. Atestados do cirurgião, boticário e médico do Hospital da Irmandade, comprovativas da cura de Irmãos enfermos no mesmo Hospital; Atestados dos testamenteiros de Francisco Mendes Guimarães sobre as causas do não cumprimento do testamento, legado e disposições do mesmo; Certificado do Secretário da Irmandade com a relação das pessoas que serviam no seu Hospital e relação do fundo do mesmo Hospital.
Nº 11: Certidão da paga e quitação dada por José Luís Coelho de Almeida à Irmandade.
Nº 12: Autos de agravo do recurso ao Padre Inácio José Vaz, Capelão.
Nº 13: Sentença cível da demanda entre a Irmandade e os devedores António Ribeiro dos Santos e José Francisco Monteiro Massa.
Nº 14: Sentença cível da demanda entre a Irmandade e os devedores António Pereira da Rocha.
Nº 15: Contas e outros documentos relativos à compra de sinos.

Mesa da Irmandade dos Clérigos do Porto

[Documentos diversos relacionados com legados deixados à Irmandade dos Clérigos]

Maço identificado com o «Nº 8», com um índice nos primeiros 3 fólios o qual remete para conjuntos de documentos numerados do maço e resume os seus conteúdos.
Junto ao número de cada conjunto de documentos, ao longo do maço, surge a rubrica de Teotónio José Maria Queirós, Secretário da Irmandade.
Nº 1: Sentença cível do litígio entre a Irmandade e João Vicente Pereira, por causa do testamento de António Rodrigues do Souto.
Nº 2: Sentença cível de libelo de raiz e desistência a favor da Irmandade dos Clérigos (Presidente e Deputados, enquanto Réus) contra os herdeiros do Capitão Manuel Jorge da Silva, negociante da Praça do Rio de Janeiro (Autor inicial do litígio contra a Irmandade), sobre o legado de Francisco Martins Moreira e Sousa.
Os números 3 a 10 compilam documentação relativa ao legado deixado em testamento por Manuel Rodrigues Leão em 1748: por Petição da Irmandade dos Clérigos é passada uma Certidão de Obrigação de uma missa quotidiana e Capelão do Coro feita pela Irmandade ao testamenteiro de Manuel Rodrigues Leão; Sentença cível sobre o provimento do legado de missa quotidiana e coro instituído por Manuel Rodrigues Leão; treslado de petição e despacho que o Licenciado Manuel Pereira da Costa fez à Irmandade para aceitação do mesmo legado e minutas sobre a execução da disposição de instituidor do legado (inclui a cópia de «(...) todas as verbas do dito [testamento] pertencentes à resolução»); Nomeação de uma Capela de Missa quotidiana pela Mesa da Irmandade em Alexandre José de Sá; Procuração passada ao Secretário José Ferreira de Veraz para receber o remanescente da herança de Manuel Rodrigues Leão; Sentença cível de transacção e amigável composição da Irmandade com os herdeiros do testamenteiro de Manuel Rodrigues Leão; Certidão da escritura de transacção e quitação dada pelo testamenteiro de Manuel Rodrigues Leão; Autos cíveis e outros documentos relativos à anulação do testamento de Manuel Rodrigues Leão, de quem Roberto Rodrigues Leão se dizia filho natural.
Nº 11: Documentos sobre a venda feita pela Irmandade de uns cordões de ouro, empenhados a juros na Irmandade por Manuel de Azevedo Carneiro, o qual falecera, com consentimento dos filhos do defunto, em que se inclui, por exemplo: Escritura de dívida passada à Irmandade por Manuel de Azevedo Carneiro; avaliação dos cordões por António Martins da Cruz «contraste do ouro»; recibo da compra.

Mesa da Irmandade dos Clérigos do Porto

Escriptura de compra e venda que fez o Reverendo Manoel Joaquim d’Oliveira Leal a Joaquim José de Souza, e bem assim diversos emprazamentos

Documentos relativos a propriedades. Por petição do Padre José Gomes da freguesia de São Cristóvão de Refojos, na Comarca da Maia, é passada Certidão da escritura de venda de casas na Rua do Padrão das Almas. Vários outros documentos relativos à posse das mesmas casas e quintal na Rua do Padrão, foreiras à Câmara, entre eles a escritura de venda de Manuel Joaquim de Oliveira Leal a Joaquim José de Sousa. Termo de Penhora e louvação de bens do falecido Sebastião José de Almeida. Testamento de António dos Reis de Oliveira, Abade da freguesia de Lordelo. Requerimento para a hipoteca de uns prédios foreiros à Colegiada de Cedofeita e Escritura de emprazamento dos mesmos prédios. Documentação referente a empréstimos concedidos pela Irmandade. Recibos concernentes às obras das casas do Corpo da Guarda, administradas pela Irmandade.

Mesa da Irmandade dos Clérigos do Porto

Inventários dos bens da Irmandade

Série constituída por levantamentos de bens e valores pertencentes à Irmandade dos Clérigos do Porto. Assim, esta documentação localiza, identifica, descreve e contabiliza objectos como: alcatifas; alfaias inutilizadas; almofadas; alvas; amictos; castiçais; cofre; cordões; corporais; cortinas; cotas do Sacristão e dos meninos; espelhos; frontais ricos e de uso; imagens colocadas nos altares da Igreja e da Sacristia; livros do Coro; livros guardados no armário do Cartório; louças; manustérgios; missais; mobília (Mesa do Despacho em destaque; cadeiras; mesas; armários; etc…); painéis; palas; paramentos brancos, vermelhos, verdes, roxos e pretos; prataria; ramos; relíquias; reposteiros; roquetes; roupas brancas de Santo André Avelino; roupas brancas; roupas das camas da Enfermaria; sobrepelizes; toalhas da Capela de Nossa Senhora da Lapa; toalhas dos altares; entre outros.

Mesa da Irmandade dos Clérigos do Porto

[Inventários 1749 a 1782]

Livro constituído pelos seguintes arrolamentos de bens:

  • «LIVRO DO INVENTARIO DA PRATA, PARAMENTOS, & MAIS FABRICA DA NOVA IGREJA, E SACRISTIA DESTA VENERAVEL IRMANDADE DE N. S.RA DA ASSUMPÇÃO, S. PEDRO, E S. FILIPPE NERI, DIVIDIDO EM TITULOS, PARA DAR LUGAR AO AUGmento do dito inventario, NUMERADO, E RUBRICADO PELO M. R. S.R MANOEL DE BRITO SALGAdo Prior reservatario das igrejas de Palmàs, & San-Tiago, & Presidente desta Irmandade. ANNO de 1749. Na officina da Curiosidade.» (1749-00-00; fólios 2 a 19; índice actualizado no fólio 3);
  • «(…) Inventario dos paramentos, prata, e mais fabrica desta Igreja, e Sacristia; feito em o primeiro de Outubro de 1762» (1762-10-01; fólios 20 a 51v; índice actualizado no fólio 20);
  • «Inventario de todos os bens existentes na Capela de N. Snr.a da Lapa feito este anno de 1782 P. Lucas Coelho Pereira» (1782-00-00; fólios 52 a 53v);
  • «Inventario de todos os bens, e trastes, que existem, e se comprarão para este Hospital dos Clerigos pobres em 20 de Outubro de 1780» ([posterior a 1780-10-20]; fólio 54v).
    Esta fonte contém termos de abertura (fólio 1) e encerramento (fólio 55v).

Inventários Egreja dos Clerigos Porto

Unidade de informação constituída pelos seguintes arrolamentos de bens:

  • «Inventario da sacristia da Egreja dos Clerigos do Porto» ([posterior a 1762] (data mencionada no inventário); 1 brochura com [8] fólios);
  • «1.ª (Inventário)» ([posterior a 1754] (data mencionada no inventário); 1 brochura com 9 páginas);
  • «2.ª Copia que ficou do inventario que, exigido pela portaria do Diario do Governo de 11 de Maio de 1917, foi enviado à Direção Geral de Assistencia, por intermedio da Administração do Bairro Occidental em 31 de Julho de 1917 observação Em 5 de Julho de 1917 saiu uma outra Portaria com o n.º 1011 mandando proceder à actualisação e revisão periodica e quinquenal dos inventarios em todos os annos terminados em 0 ou em 5. Em 30 de Maio de 1921 – Veio uma circular chamando a attenção para o que dispõe a citada Portaria relativamente a actualisação e revisao do inventario dentro do anno.» (1917-07-31; 1 brochura com 15 páginas; numa das páginas finais surge um documento, de 1917-07-28, relativo à avaliação dos 10 sinos colocados na Torre da Igreja). Este último arrolamento apresenta os bens da Irmandade agrupados por secções e avança uma avaliação monetária para os mesmos.

[Inventários 1801 a 1841]

Maço constituído pelos seguintes arrolamentos de bens:

  • [Inventário] ([posterior a 1826] (data mencionada no inventário); 2 brochuras totalizando 20 fólios: [10] + [10]);
  • [Inventário] (data de produção desconhecida; 14 brochuras totalizando 48 fólios: 10 + 6 + 2 + 2 + 2 + 2 + 2 + 2 + 2 + 2 + 2 + 2 + 2 + [10]);
  • [Inventário] ([posterior a 1841] (data mencionada no inventário); 4 brochuras totalizando 36 fólios: [10] + [8] + [16] + [2]);
  • «Inventario da Veneravel Irmd.e Clerical da Cid.e do Porto feito em o anno de 1826.» (1826-10-14; 1 brochura totalizando 11 fólios);
  • «Mapa extraído fielm.te do Inventario a que se procedeu nesta N. V. Irmand.e Clerical em o Mêz de Março de 1832. (…)» (1801-04-17 e 1832-03-00 a 1837-05-23; 1 brochura totalizando 16 fólios; entre os fólios 9v e 10, surge solta uma folha relativa às roupas brancas; entre os fólios 13v e 14, surge solta uma «Copia do Mappa que se mandou a Sua Alteza Real de todas as peças de prata que respeitão ao Culto Divino desta Veneravel Irmandade de N. S.ra d’ Assumpão do Soccorro dos Clerigos Pobres desta Cidade do Porto. em 17 d’ Abril de 1801.»);
  • «Inventario do q.e se fes entregá ao R.do Thezr.o da Igr.a» (data de produção desconhecida; 1 brochura totalizando [4] fólios).

[Inventários 1804 a 1842]

Livro constituído pelos seguintes arrolamentos de bens:

  • «INVENTARIO DAS ALFAYAS E PARAMENTOS DA IGREJA, SACRISTIA, E SECRETARIA DESTA IRMANDADE DE N. SENHORA D’ ASSUMPÇÃO, S. PEDRO AD VINCULA, E S. FILIPPE NERI Do Socorro dos Clerigos Pobres. FOI FEITO E ORDENADO PELO R. JOAQUIM JOZE DE CARVALHO, SECRETARIO DA IRMANDADE, No anno de 1792 para 1793.». (1792-00-00 a 1793-00-00; fólio 3; em branco);
  • «Inventario feito pelo R.do João Vieira Gomes de Carvalho sendo segunda vez Secretario desta Veneravel Irmandade.» (1804-04-16; fólios 4 a 5 e 6 a 30; índice nos fólios 4v e 5);
  • «Inventario feito pelo R.do João Lopes Furtado, sendo Segunda vêz Secretario. Em Outubro de 1826.» (1826-10-00; fólios 31 a 52v; índice nos fólios 5 a 5v);
  • «Inventario de tudo q.to pertence a esta Veneravel Irmd.e, feito nos lugares da sua existencia, no mêz de Março de 1832. Sendo Prezid.te o Ill.mo e R.mo Snr. Bento de Mena Falcão Conego Prebendado, e Provizor deste Bispado etc.» (1832-03-02; fólios 55 a 89v; índice nos fólios 55v a 56v);
  • «Mappa do estado actual dos Fundos dos Legados, extrahido em 1831. e reformado em Agosto de 1832. Com as suas Notas competentes, e reflexoens, assim como a Copia da resposta e oito Quezitos mandados pelo Governo Constitucional em 13 de Novembro de 1832. por ordem de S. M. I. o Snr. D. Pedro Duque de Bragança, e Regente em nome da Rainha.» (fólios 90 a 99v);
  • «Inventario q. se fês em Junho de 1842. na entrada do R.do Joaq.m Manoel Teix.ra Barboza Pinto para Thesoureiro da Igreja desta veneravel Irmandade Clerical» (1842-06-00; fólios 100 a 106v).
    Esta fonte contém termos de abertura (fólio 2) e encerramento (fólio 184v).

[Inventários]

Livro constituído pelos seguintes arrolamentos de bens:

  • [Inventário] ([posterior a 1826] (data mencionada no inventário); fólios 2v a 37v);
  • [Inventário] ([posterior a 1870] (data mencionada no inventário); fólios 42v a 61v);
  • [Inventário] ([posterior a 1826]) (data mencionada no inventário); fólios 76 a 95v).
    Esta fonte contém termos de abertura (fólio 1) e encerramento (fólio 99). No entanto, estes registos não correspondem ao conteúdo do livro.
Resultados 21 a 30 de 851