Mostrar 487 resultados

Descrição arquivística
Irmandade do Santíssimo Sacramento da Igreja de Nossa Senhora da Encarnação Português
Previsualizar a impressão Ver:

Escrituração da receita e despesa da Fábrica desta Paroquial Igreja de Nossa Senhora da Encarnação

Registos organizados também cronologicamente, apresentando cada uma das verbas descriminadas individualmente, com a data em que é lançada à esquerda da descrição. No final de cada mês inclui um balanço e uma espécie de índice, referenciando o livro e fólio dos livros de receita e despesa. Não apresenta termos mensais de conferência de contas pela Mesa da Irmandade. Possui termos de abertura e encerramento. Procurador da Mesa: José Pedro da Silva. Escrivão: Gaspar Feliciano de Morais.

Diário para escrituração mensal da Irmandade

Série documental constituída por um livro no qual, segundo consta do texto do termo inicial (f. 1) assinado pelos membros da Mesa da Irmandade, se deveriam descrever, em forma de inventário, os bens, todas as acções activas e passivas da Irmandade e em seguida os movimentos de receita e despesa, lançados mensalmente. Em sessão de Mesa da Irmandade de 1806-01-01, resolvera-se "mudar de método e estabelecer huma forma de Escripturação tanto clara como fácil de pôr em pratica por quaisquer pessoas".

Receita e despesa dos tesoureiros da Irmandade do Santíssimo Sacramento da Freguesia de Nossa Senhora da Encarnação

Apresenta uma tipologia semelhante a um livro Caixa, com os registos da receita na página da esquerda e os da despesa na página da direita (Deve e Há-de Haver), com a informação disposta em colunas, indicando: ano, mês e dia, descrição da receita/despesa e valores divididos em colunas com as quantias em papel e em metal. No final de cada folha estão as rubricas do tesoureiro (à esquerda) e do escrivão (à direita). Os averbamentos da despesa possuem uma numeração sequencial, correspondendo à mesma numeração dos documentos comprovativos (ver série com ref.ª PT-INSE-ISSIE/GF/05). No final de cada ano económico, existe um termo de conferência e exame da conta, assinado por todos os membros da Mesa da Irmandade. Possui em anexo um assento de Revisão das Contas (1821-06-10). Tesoureiro: António Carvalho; Francisco João Bradi; Alexandre António das Neves. Escrivão: Gaspar Feliciano de Morais; António José Maria de Brito.

Conta corrente do Procurador da Mesa

Série documental constituída por um livro, em que constam os assentos da conta corrente que teve o Procurador da Mesa da Irmandade do Santíssimo Sacramento - Manuel Francisco da Cruz - com o Tesoureiro da mesma Irmandade, entre 1812 e 1817. O Procurador da Mesa estava encarregue de proceder às cobranças dos rendimentos pertencentes à Irmandade e fazer alguns pagamentos determinados pela Mesa. Destas duas actividades distintas resultam os tipos de registo diferenciados que este livro apresenta.

Conta do irmão procurador da Mesa

Cobranças dos rendimentos pertencentes à Irmandade, com o registo dos conhecimentos entregues ao Procurador da Mesa para serem cobradas aos devedores as quantias respectivas indicando-se, do lado esquerdo da folha, para cada assento: número do documento de receita, ano, mês e dia, quantidade de conhecimentos entregues e sua finalidade, valor total dos conhecimentos entregues; do lado direito indicam-se as quantias recebidas dos devedores correspondentes aos ditos conhecimentos: o ano, mês e dia, descritivo do recebimento e valor recebido, f. 1-11. As f. 12-31 estão em branco e não numeradas. Contém ainda pagamentos efectuados da responsabilidade do Procurador por determinação da Mesa e outras despesas miúdas da sua competência, indicando-se do lado esquerdo da folha: ano, mês e dia, descritivo dos créditos na conta do Procurador e sua proveniência e valores recebidos divididos em duas colunas, uma para a quantia em metal e outra para a quantia em papel e, do lado direito da folha, os assentos de vários pagamentos efectuados pelo Procurador da Mesa, indicando-se o ano, mês e dia, descritivo do pagamento, o seu destino e valores pagos em papel e em metal, f. 32-43. No final de cada página tem os somatórios dos valores recebidos e pagos. Faz referência ao livro 1 do tesoureiro e ou livro da receita por lembrança (Ver ref.ª PT-INSE-ISSIE/GF/18-01): “Balanço deste anno que passa em sua Conta Velha L.º que tem p.r titulo Nº 1 Thezour.º”. Não possui termos de abertura e encerramento. Procurador da Mesa: Manuel Francisco da Cruz. Tesoureiro: António José Coelho da Fonseca.

Receita por lembrança para se carregarem as quantias, que se hajam de cobrar dos tesoureiros da Real Fazenda, ou de outro qualquer exactor que seja encarregado de pagar pela sua receita ao tesoureiro da nossa Irmandade do Santíssimo Sacramento da Paroquial Igreja de Nossa Senhora da Encarnação

Registos dos conhecimentos entregues ao procurador da Mesa, organizados cronologicamente, indicando-se, em cada termo de entrega, o nome do indivíduo ou entidade devedora, justificação da dívida e data: “Carrego em Receita por lembrança ao procurador (nome), (quantia) réis/Que há de receber de (nome/instituição/organismo) importância de (descritivo da razão da receita) de q se extraiu conhecimento em forma N.º (número do conhecimento) o qual se entregou ao d.º procurador, Lisboa (data)”. Na margem direita assinalam-se ainda os valores a cobrar e referência ao livro de conta corrente do procurador da Mesa (ver série ref.ª PT-INSE-ISSIE/GF/12): «Lançado no debito da Conta do Irmão Procurador no competente livro fl. (…)». Os termos são assinados pelo escrivão, que os redige, pelo tesoureiro e pelo procurador da Mesa. Tesoureiro: António José Coelho da Fonseca; António Carvalho. Procurador da Mesa: Manuel Francisco da Cruz. Escrivão: Domingos Gomes Loureiro; António José Maria de Brito.

Receita e despesa diária da Irmandade do Santíssimo Sacramento da Freguesia de Nossa Senhora da Encarnação

Apresenta os débitos e créditos separados e organizados cronologicamente. Na página da esquerda lançam-se os registos da receita: data (ano, mês e dia), descrição da receita e valor respectivo e na página da direita os registos da despesa, indicando a data (ano, mês e dia), a descrição da despesa, número do documento comprovativo e valor. Os registos da receita estão rubricados pelo tesoureiro e pelo escrivão e os da despesa apenas pelo escrivão. Entre 1883 e 1884 apenas o escrivão assina, quer os registos da receita quer os da despesa. Em 1884 e 1885 apenas aparece a rubrica do escrivão e apenas nos da despesa. No final de cada ano económico faz-se o termo de encerramento da conta e verificação da receita, assinado pelos membros da Mesa. Possui termo de abertura e de encerramento. Tesoureiro: Joaquim G. Silva Rodrigues. Escrivão: M. Fernandes Cruz; Daniel João Gonçalves.

Receita e despesa diária da Real Irmandade do Santíssimo Sacramento da Paroquial Igreja de Nossa Senhora da Encarnação

Apresenta os débitos e créditos separados e organizados cronologicamente. Na página da esquerda lançam-se os registos da receita: data (ano, mês e dia), descrição da receita e valor respectivo e na página da direita os registos da despesa, indicando a data (ano, mês e dia), a descrição da despesa, número do documento comprovativo e valor. No final de cada ano económico faz-se o termo de encerramento da conta e verificação da receita, assinado pelos membros da Mesa. Possui termo de abertura e de encerramento. Inclui registos da receita e despesa da Comissão Administrativa entre 1911-03-16 e 1912-02-14 (f. 152-164). Possui termos de abertura e encerramento.

Diário

Informação disposta em colunas, com a receita e despesa separada, respectivamente à esquerda e direita da folha, indicando a data (ano, mês e dia), número da guia ou ordem de pagamento, nome do indivíduo ou entidade que paga ou recebe, proveniência da receita ou despesa e os respectivos valores. No final de cada página e de cada mês apresenta também o saldo parcial ou mensal. Possui ainda termos anuais de encerramento das contas. Não possui termos de abertura nem de encerramento.

Cofre N.º A da Irmandade do Santíssimo Sacramento da Freguesia de Nossa Senhora da Encarnação

A informação apresenta-se disposta em colunas: ano e mês, dia, descrição da receita ou despesa, papel (quantia), metal (quantia), total (quantia). Tesoureiro: António José Maria de Brito; José Pedro Cardoso da Costa. Escrivão: Anacleto da Silva Morais; Gaspar Feliciano de Morais; Filipe Arnaud de Medeiros.

Resultados 1 a 10 de 487